Desenvolvendo comunidades e parcerias responsáveis

Compras responsáveis na Höganäs

A Höganäs é uma produtora de materiais, sendo que o nosso foco ao consolidar a cadeia de suprimentos deve ser na obtenção de matérias-primas e serviços de energia e transporte. A Höganäs é importante aos negócios locais – mais da metade de nossas matérias-primas são obtidas localmente no país de operação. Além disso, obtemos serviços empresariais, de manutenção e consultoria no país de operação, com apenas algumas exceções.

Os nossos fornecedores e subcontratadas desempenham um papel essencial em nossos negócios e, desta maneira, esperamos que demonstrem altos padrões. No entanto, o nosso comprometimento em criar uma empresa sustentável nos proporcionou novas perspectivas sobre as nossas relações com fornecedores e, consequentemente, precisamos consolidar o gerenciamento de nossa cadeia de suprimentos. Portanto, atualizamos as nossas expectativas e melhoramos as nossas comunicações com a cadeia de suprimentos através do nosso Código de Conduta para Fornecedores. Também possuímos um modelo para a identificação de riscos no suprimento e uma ferramenta para a avaliação de fornecedores. Além do Código de Conduta, os nossos fornecedores devem preencher um questionário que abrange as seguintes áreas:

  • Sistemas de gerenciamento
  • Meio ambiente
  • Desempenho social
  • Qualidade

Como acreditamos no poder da colaboração, desejamos trabalhar em conjunto com os nossos parceiros de produção para ajudá-los no seu desenvolvimento em direção à sustentabilidade social, econômica e ambiental.

Suprimento responsável

Desafios na cadeia de suprimentos

A nossa cadeia de suprimentos é formada por fornecedores de matérias-primas localizados no mundo todo, que vão desde fornecedores de materiais primários, como empresas de mineração, até fornecedores de produtos finais, tais como as empresas que fornecem lubrificantes altamente técnicos.

Possuímos políticas e procedimentos sobre como mitigar os riscos relacionados aos minerais de conflito e à mineração artesanal em nossa cadeia de suprimentos. Também nos posicionamos contra os problemas sociais na indústria do cobalto relacionados à segurança, às normas trabalhistas e aos direitos humanos. Trabalhamos sistematicamente para assegurar que os nossos fornecedores sigam os princípios acordados internacionalmente e cumpram o nosso  Código de Conduta para Fornecedores.

mineral – ouro

     
 

Os minerais de conflito são recursos naturais extraídos em uma zona de conflito onde exércitos ou grupos rebeldes vendem os minerais para financiar os constantes conflitos armados. Os quatro minerais mais frequentemente extraídos são o estanho, a volframita (para o tungstênio), o coltan (para o tântalo) e o minério de ouro. Estes minerais são essenciais na fabricação de vários dispositivos, inclusive produtos eletrônicos como celulares, laptops e leitores de MP3. O exemplo atual mais notável tem sido as províncias orientais da República Democrática do Congo (RDC), onde diversos exércitos, grupos rebeldes e agentes externos se beneficiam da mineração, ao mesmo tempo em que contribuem para a violência e exploração nas guerras da região.

A mineração artesanal é a extração em pequena escala de metais, minerais ou rochas, realizada de forma independente por empresas e indivíduos que contratam trabalhadores para a mineração, mas que geralmente utilizam métodos braçais, trabalham com ferramentas manuais e não adotam as precauções de segurança e as medidas de responsabilidade social necessárias.

Como resultado, a mineração artesanal é normalmente associada à violação dos direitos humanos, bem como a condições de trabalho deploráveis e perigosas. O trabalho infantil e um grande número de acidentes fatais em minas artesanais já foram denunciados. 

 
     

Relatos de caso

"Possuímos relações duradouras com muitos dos nossos fornecedores estratégicos. Em 2017, comemoramos 100 anos de relações comerciais contínuas com a empresa sueca de mineração LKAB."