Fricção

Aplique os freios no ruído, nos custos e no desgaste com os materiais de fricção

Os materiais de fricção são utilizados como parte da pastilha do freio ou do revestimento do cilindro do freio de automóveis, veículos comerciais, aeronaves, motocicletas, trens e veículos para terrenos acidentados, bem como outras aplicações industriais.

Para aplicações que envolvam freios, os conhecimentos e materiais certos representam toda a diferença entre rangidos e chiados e uma parada tranquila. Os pó de ferro oferecem uma excelente combinação de durabilidade e custo às pastilhas de freio semi-metálicas e nas formulações sinterizadas para fricção.

A Höganäs oferece a mais abrangente linha de pós de ferro para aplicações que envolvam fricção. Com uma baixa densidade aparente, nossos pós permitem reduzir o peso dos freios e a utilização total de material. Além disso, sua alta porosidade interna e ampla área de superfície proporcionam melhores superfícies de frenagem e propriedades antidesgaste.

Vantagens:

  • Menor peso do freio e redução da utilização de material
  • Melhores superfícies de frenagem e excelentes propriedades antidesgaste da pastilha e do rotor
  • Minimização do ruído
  • Pós consistentes asseguram produtos uniformes

Os pós metálicos contribuem para um desenvolvimento sustentável

A tecnologia de pós metálicos oferece inúmeras oportunidades; ela não só permite aos nossos clientes reduzirem o seu consumo de materiais e energia, como também os ajuda a utilizar novas e melhores técnicas, que torna os produtos finais mais eficientes e mais baratos.

Acreditamos que o potencial inerente aos pós metálicos pode ser utilizado em uma escala muito mais ampla do que a atual. Também não nos resta dúvidas de que os pós metálicos podem contribuir para um desenvolvimento sustentável. Com as soluções em pós metálicos, podemos contribuir para solucionar muitos dos desafios enfrentados pela sociedade, tais como a escassez de recursos e de água potável e a necessidade de energias renováveis.

“Inspiramos a indústria a fazer mais com menos porque queremos criar um mundo sustentável para as gerações futuras.”